Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2011

Meia-noite.

Meia-noite... Como o tempo voa! Levantei-me eram 7h da manhã e entrei em casa pouco passava das 23h! Não me posso queixar! De todo!!! Existem pessoas (inúmeras) que só são devidamente felizes quando largam o trabalho (nem lhes podem chamar de emprego) e chegam a casa! Outras tantas, que nem emprego têm. Pois bem, eu sou feliz por inteiro... Tenho o curso na mão à cerca de mês e meio e já tenho emprego. Levantar e sentir que vou trabalhar, ver o que a Dra M faz de forma eficiente quase que por magia e diz-me de forma insistente que um dia vou fazer tudo melhor do que ela! E di-lo de forma tão cheia de certeza que dou comigo a acreditar nisso... Que sortuda que eu sou! E é possível deitar-me a esta hora porque já estou a morrer de sono? EU DIGO QUE SIM! Os dias correm-me bem, mas com uma particularidade interessante: no emprego, gosto e apetece-me estar lá e aprender mais e mais, mas quando chego a casa é que a adrenalina descansa (ela e eu) e finalmente o corpo avisa-me de como se resse…

Início.

Início. Lavei novamente a cara do blog! Já andava remelado, cheio de sono porque a palavra inativo tem-no dominado por completo e sinceramente preciso de escrever e mais que isso, preciso ter tempo para o fazer! Preciso mesmo... Escrevo a um Domingo soalheiro e cheio de inércia. Ainda não tirei o pijama e a minha vontade é de só o tirar amanhã de manhã! Já entro na Faculdade agora do lado na docência, sítio onde já entrei outrora do outro lado, lado esse cada vez mais distante... Ainda estranho, mas já se entranha... Um dia de cada vez! Ontem começou o ano Escutista 2011/12 e foram 6 lobitos meus que partiram com a promessa de que outros virão e não vão vir! Que bom vê-los partir que dor que fica na ausência deles... Sabem? Ando a fechar a boca, não só a comida como a conversas menos boas, infelizmente aprendi que é melhor. Assim, escrevo mais... Continuo sem gostar dos Domingos, que dia morto, mas morto mesmo!

Vi ao fundo a ilha e quis ir...

... e ele levou-me lá!

ATS.

Sou uma sortuda! E sei bem disso...

Casamento da AG e do Príncipe às riscas!

Pode parecer muito estranho o que vou escrever, mas JURO que é tudo verdade! Há cerca de 6 anos atrás, morava com a Tânia e a Diana. Excelentes pessoas, dias que guardo com muito carinho e imensa saudade na memória! A Tânia numa das 350899 conversas disse-nos que naquele momento só se questionava quando é que surgiria o tão aguardo namorado, porque a vida corria de feição e sinceramente era a única peça do puzzle que estava a faltar... Eu e a Diana (não me lembro se instinto se por brincadeira) deitámos logo mãos à obra! Qual marcar café com amigos, qual quê! Muito melhor que isso! Nós DESENHAMOS o homem perfeito para a Tânia! Acreditem ou não, o João não parece, ele é o desenho com vida, até as camisas com riscas ele usa! E acreditem ou não, hoje vão casar e eu vou lá estar! Agora tenho de imaginar com a Tânia o modelito para a Diana, porque parece-me que é o que está a faltar...

Homem vs Menino

Meninos dão bombons, os HOMENS dão segurança! Meninos mandam sms, os HOMENS telefonam! Meninos falam, os HOMENS conversam! Meninos ignoram-te quando estão com os amigos, os HOMENS apresentam! Meninos às vezes avisam quando à festa, os HOMENS vão buscar-te para a festa! Meninos pedem desculpa, os HOMENS conquistam-te a cada dia que passa! Meninos estão em qualquer esquina, os HOMENS são raros... PUUUMMMMMMM!

The god days are over!

O mais engraçado de quando tudo chega ao fim é tentar lembrar como começou e sinceramente é esta a parte mais difícil. O ano lectivo está a começar e escrevo-vos ao relembrar o ano que finalizou... e que ano! O último. Começamos a faculdade a um curto passo de sermos adultos mas já donos do nosso tempo e quando o estudo aperta, só queremos férias e quando a coisa aperta suspiramos pelo fim do curso, para finalmente podermos gritar a bom som “ACABOOOOOOOOOU!”. Isto é o que acontece na maiorias dos cursos! Sim, nos outros, não no nosso... Em Dentária no 1º ano somos os Caloiros que são praxados ao lado da Clínica, no 2º ano somos Doutores de capa e batina de peito inchado às portas da Clínica, no 3º ano somos todos filhos da D. Alda e moramos com regime de pensão completa no pré-clínico, no 4º ano já sentimos o que é passar a manhã na clínica e a tarde no pré-clínico em regime de meia pensão (inicia-se a autonomia, mas sempre sem independência: “Quem não chegar a horas, tem falta!”) e no 5…