Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2007

Caixinha de jóias cheia de um vazio incompleto.

Bem lá no fundo da minha caixinha de jóias preenchida por pedrinhs preciosas feitas de sonhos, avisto duas pedrinhas lindas com diferença de quase cinco aninhos, mas que a pouco e pouco vão se agarrando, mas sem o saberem, ao seu pedacinho forte do meu coração, que já deixa de ser pedacinho para passar a pedaço e sem dar por ela já pouco falta para ser um pedação.
E digo isto porquê? Porque como tudo na vida é especial, as minhas pedrinhas para mim são-no ainda mais. Pedi-as à uma fada Berry e ela trouxe-me as minhas pedrinhas. Contava ter só uma, já tenho duas e a fada Berry não me deu certezas se ficava por aqui! Por isso, toca a dar valor ao que temos, não o desprezando em busca de algo que ainda não nos pertence.

Saudade por Pablo Neruda.

Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já...
Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida...
Saudade é sentir que existe o que não existe mais...
Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam...
Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade: aquela que nunca amou.
E esse é o maior dos sofrimentos: não ter por quem sentir saudades, passar pela vida e não viver.
O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.

Sonho que não tive em ti.

Tenho sonhos que não tenho,
Já os esqueci.
Saudades que não sinto,
Sou a imagem de ti.
Ou a imagem de outra imagem?
Que se fez não sei de quê...
Talvez da brisa que surge de ti.

Sonho que não tive em ti.
Ausência de ti envolta em mim.
Sonho e sonho apenas.
Que te tenho para mim.

Procuro sem alcançar, as memórias que roubei de ti.
A minha sombra que tanto querias, já roça em ti,
Descobres que afinal sem mim já não vives.
Sem ti sou papel que a tinta não quer pintar.
Sentes que adormeço e então com embaraço,
Descobres uma borracha e apagas o que ainda não escrevi.
Desvendas mistérios, envolvidos na lembrança de que não minto.
E o que minto atiro fora para nascer outra vez...

?

Qual será o sabor do sol?
O som da lua? O cheiro da chuva? O calor da noite? O desejo da manhã? O olhar da nebelina? O perfume da tristeza? O sorriso da ausência? A cor da tua presença marcada em mim para todo o sempre? Azul. A minha cor preferida. Tens nos olhos a cor que desejo ver todos os dias ao acordar bem do meu lado, para todo o SEMPRE!

Porque se fosse um animal, seria a raposa do Principesinho.

-Quem és tu? perguntou o Principezinho. Tu és bem bonita...
-Sou uma raposa, disse a raposa. -Vem brincar comigo, propôs o Principezinho. Estou tão triste... -Eu não posso brincar contigo, disse a raposa. Não me cativaram ainda. -Ah! desculpa, disse o Principezinho. Que quer dizer "cativar"? -É uma coisa muito esquecida, disse a raposa. Significa "criar laços..." -Criar laços? -Exactamente, disse a raposa. Tu não és ainda para mim senão um miúdo inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens também necessidade de mim. Não passo aos teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativares, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo...- A minha vida é monótona. Eu caço as galinhas e os homens caçam-me. Todas as galinhas se parecem e todos os homens se parecem também. E por isso eu me aborreço um pouco. Mas se tu me cativas, minha vida será como qu…

Perco-me.

Às vezes, mas muitas menos do que desejo, perco-me por breves instantes, nos quais me parece estar rodeada de uma intensa e poderosa eternidade, em longínquas dissertações sobre as coisas que consideramos básicas e nem conta damos do quanto maravilhosas o são e quase capaz me sinto de jurar que rocei assim ao de leve mas num jeito tosco na tão desejada sabedoria. Sim, porque onde a lagarta vê o fim do mundo eu vejo uma borboleta.
Mas por vezes o nosso dia-a-dia parece ser dubitalvelmente sacudido por momentos que afirmamos com ar mais do que convincente do que quando é verdade e parece sempre que mais uma vez a Área 51 final existe. Existe mesmo e sempre existiu. Mas lá vai o homem do leme a meio da proa com o batalhão do mundo todo que somos nós atrás dele na esperança de que aviste o mais que falado e re-falado D. Sebastião à tanto tempo desaparecido para que de uma vez por todas, não traga o que as pessoas querem, mas que traga sim o que todos nós precisamos. Umas boas mãos e uns b…

"Quero possuir-te," Quadro de Alfred Gockel.

-"Quero possuir-te!"
-"Mas como? Se és tu que estás dentro do meu corpo?"
-"Quero ser a tua alma gémea!"
-"Mas como? Se só descobri o que isso era agora contigo?"
-"Quero ser só eu no teu coração!"
-"Mas como? Se ele só bate por ti?"
-"Quero ser o amor da tua vida!"
-"Mas como? Se a minha vida és tu?"
-"..."
-"Ó meu amor, que tal continuares a ser tu mesmo, tal como eu gosto, perderes-te em mim tal como eu já não me encontro em ti e vivermos assim a nossa vida? Amando-nos e vivendo dia após dia desfrutando dos momentos que são só nossos. Para todo o sempre que espero ainda estar longe, bem longíncuo."

Supergirl.

She walks that she’s my girl
You can tell by the way she talks she rules the world
You can see in her eyes that no one is her chi
She’s my girl my supergirl
And then she’d say it’s ok I got lost on the way
But I’m a supergirl and supergirls don’t cry
And she’d say it’s allright I got home late last night
But I’m a supergirl and supergirls just fly And then she’d say that nothing can go wrong.
When you’re in love what can go wrong?
Reamonn.

I promise you I will learn from my mistakes.

When you try your best, but you don't succeed. When you get what you want but not what you need. When you feel so tired but you can't sleep. Stuck in reverse? And the tears come streaming down your face. When you lose something you can't replace. When you love someone but it goes to waste. Could it be worst? Lights will guide you home, and ignite your bones. And I will try to fix you... High up above or down below, when you're too in love to let it go. But if you never try you'll never know. Just what you're worth. Lights will guide you home and ignite your bones. And I will try to fix you... Tears stream down your face, when you lose something you cannot replace.
Tears stream down on your face and I,
Tears stream down your face, I promise you I will learn from my mistakes.
Tears stream down on your face and I...
Lights will guide you home.
And ignite your bones. And I will try... To fix you. [Coldplay]

Gravity by Coldplay.

Baby,
It's been a long time coming,
Such a long, long time.
And I can't stop running,
Such a long, long time.
Can you hear my heart beating?
Can you hear that sound?
Cause I can't help thinking.
And I won't stop now.
And then I looked up at the sun and I could see...
Oh, the way that gravity pulls on you and me,
And then I looked up at the sky and saw the sun,
And the way that gravity pushes on everyone.
On everyone. Baby,
When your wheels stop turning.
And you feel let down.
And it seems like troubles, have come all around.
I can hear your heart beating,
I can hear that sound,
and I can't help thinking.
And I won't look now.
And then I looked up at the sun and I could see
Oh, the way that gravity pulls on you and me,
And then I looked up at the sky and saw the sun
And the way that gravity pushes on everyone.
On everyone.
On everyone.

E digo mais...

Com tu quero ter um gatinho!
*:)

Presente perfeito. Tu.

E mesmo hoje, que acordo sem ti, sinto o teu amor a envolver-me. Já faz parte de mim. Ainda me lembro do tempo em que querias namorar comigo e eu dizia-te claramente"Não. Não vai dar certo."E tu sempre a dizer que sim, que ia dar certo, porque ambos o queriamos, eu é que não via, embora lá bem no fundinho sentisse que ia dar. Depois, muito rapidamente na altura [e neste momento pertence já a um passado vagaroso] chegou a altura em que te definia com uma única palavra"persistente".E tu sorrias, rias cada vez que dizia que adorava essa caracteristica em ti. Mas já me tinhas cativado ao tempo, como até hoje ninguém me cativou, pena ter notado tão tarde. Mas ainda cedo para tanta coisa que surgiu de seguida. De te conhecer a namorar-mos, passaram-se onze meses, nos quais já pertencias ao meu dia-a-dia. Mas depois de cinco meses de namoro quase perfeito, eu magoei-te. Choras-te por minha culpa. Não me perdou-o. A sério que não, embora confesso que já me habituei a viver…
Amor é fogo que arde sem se ver

Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;
É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;
É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.
Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Luís de Camões

O meu Myself.

Passei a noite anterior contigo, prolongada até hoje todo o dia, na tua mais que doce e sincera companhia. E sabes uma coisa? Não me soube a pouco, foi, muito sinceramente, um petisco de quase nada.Deliciei-me sim, confesso e assino por baixo, por cima ou onde quiseres, com um quase nada vindo dum sopro abençoado por Deus, vindo de um reino longe do Reino dos Céus, mas em pouco ou em nada menos maravilhoso.Porque parecia um daqueles dias de Inverno profundo em que os dias passam num ápice, as noites longas são, mas tudo, tudo passa muito depressa e o calor e o afecto dos teus braços e o amor que recebo em cada beijo teu e em cada toque teu na minha pele que designas tu de "tão suave" quando eu a não a acho nada de especial. Mas diga-se aqui que a mim tudo me parece sempre pouco e eu quero sempre mais e mais.Quero envolver-me em ti, perder-me em ti ao ponto de ter-mos dúvidas do que é teu e o que é meu. Mas tu meu amor, eu quero-te por demais!Quero ter-te para sempre. Quero s…

Amor...

Espero, mas sem realmente esperar, que vocês que lêem o blog, endendam o que em seguida refiro. Afinal estou a tentar explicar-me. Sim, enalteço-me bem forte e alto daqui de cima, no meu canto não do mundo, mas do vasto universo, ao cimo da minha insignificancia e num mero e único grão de areia, volto a discutir o mesmo. O AMOR existe. Existe porque o sinto. Mas não o vi ainda. Mas como fazer pesquisas quando se trata de uma força assim? Medir o pulso? Avaliar o rimo cardíaco? Mas o doutro, senhor professor doutor coiso e tal, que diz que diz, e de tanto dizer e de tanto ver e de muito mais abrir tanto coração que já lhe passou pelas mãos, (e terá algum lhe tocado a alma?) E eu que já os vi a bater a meio metro de mim,bem fora da caixa torácica nas mãos de um auxiliar, bem constatei o que ele disse. Nao está lá nada dentro. Nem uma única tabuleta que diga que a direcção do mundo dos sentimentos fica a uns meros3 km. Nada. Nada. Fiquei desolada. Imaginei, ponderei, (ou terei sonhado?) …

Como eu sou...

Eu yGirl, tenho um temperamento explosivo, adoro o aspecto de heroísmo em tudo o que faço ou idealizo, mesmo nas mais simples tarefas. Pois só o facto de ir ao banco pagar uma conta significa saldar uma dívida e enfrentar obstáculos imensos, tais como atravessar a estrada cheia de perigosos condutores e enfrentar a fila repleta de concorrentes e inimigos!:) Mas sou assim um pouco exagerada, muito inquieta e agitada. Cheia de energia, impulsiva e instintiva. Acho que consigo fazer de tudo um pouco: praticar desporto, estudar muito, aborrecer-me e largar tudo logo de seguida. Por mais que me custe a mim e às pessoas em meu redor, sou extremamente franca e directa, às vezes até por demais. No entanto, sou muito pouco complicada e uma PÉSSIMA mentirosa. Possuo uma energia criativa admirável e um entusiasmo contagiante, ando sempre à procura de novidades, para me manter o máximo ocupada até a novidade deixar de ser uma novidade. Sou competitiva acho que já por natureza... Mas sou muito dinâ…

O cantinho amarelo.

E como sempre acontece todos dias, surge algo de novo. E hoje, surgiu um blog. Não que seja algo que salve milhões de almas, nem que traga felicidade a milhares de tantos outros, mas a vida não é só construída de grande feitos, mas também de pequenas e significantes vitórias. Pois, finalmente hoje tenho um simples cantinho para mim. E assim, trouxe-me felicidade a mim e salvou-me a alma.Sou uma míuda muito "piquinina" que gosta de descarregar num teclado que me retribui sem lamentos, aceitando tudo o que aqui é redigido, sem argumentar, nem discutir, deixando esse papel única e exclusivamente para a minha nem sempre amiga, mas de sempre crítica e para sempre atenciosa consciência. E se nem sempre este cantinho preencher com alegrias é sinal que está a ser usado com o objectivo a que se prupôs comigo e com os pertences... Ser a fiel à memória de um teclado que tenho sempre receio que se canse de mim. Pois bem, aqui fica o meu doce e amarelinho cantinho que com o meu dia-a-dia…